domingo, 18 de dezembro de 2011

Paranismo: Você sabe o que é?


Se você  não for paranista, vai ter que concordar com às 20, 30 mil pessoas que estavam hoje na rua XV.  Simplesmente eles não entendiam porque um grupo bastante numeroso de torcedores se reuniu no ponto mais central de Curitiba para exaltar o Paraná Clube.
Aos poucos, a torcida tricolor foi chegando, se concentrando em frente à Praça General Osório ( Ponto Central de Curitiba, perto da Boca Maldita na AV Luiz Xavier). Eu observava os não paranistas, estes se perguntavam: Mas o que estão fazendo? Será algum protesto, passeata? Alguns não aguentaram e vieram me perguntar, inclusive dois guardas municipais.
Parti para a explicação. Falei que em todos os anos, no sábado antes do aniversário do Paraná Clube (19/12/1989) a torcida se reúne na Rua XV e faz uma caminhada até a Vila Capanema exaltando o seu amor pelo time.
O mais legal da Avalanche ( Que já é tradição em Curitiba, essa é a 4° edição) é ver a perplexidade no rosto de quem observa, seja na rua, nas casas, nas lojas e nos carros. O que estariam eles pensando? Porque essa torcida faz isso? O time não ganha mais nada? O time foi rebaixado no estadual? O time não tem torcida?
Mais é aí que os não paranistas se enganam. Não torcemos pelo tricolor por seu um time de moda, por  ser um supercampeão. Torcemos pelo tricolor do Paraná, porque amamos este time, amamos ele acima de tudo e de todos. A pessoa não escolhe ser paranista. O destino faz com que ela conheça o Paraná Clube e daí, a paixão torna se  irresistível.
Já quando estávamos chegando perto da Vila Capanema, observei que o Presidente Rubens Bolhen já esperava a torcida, Ele estava acompanhado do vice-presidente Financeiro, Celso Bittencourt. Me aproximei do presidente e vi sua emoção forte ao ver o povo paranista. E não tem como ficar indiferente ao amor que a torcida tem por este time, sejam paranistas, pedestres, observadores e até mesmo a gente que vive e sofre pelo tricolor.
E após a Avalanche, alguns torcedores ficaram conversando com o Presidente Rubens e o Celso. Foi uma conversa agradável, vários pontos foram esclarecidos. É claro que eles não prometeram nada. Mas nos mostraram que o trabalho está sendo bem feito. Ao me despedir, dei saudações Boca Negra. O presidente ficou novamente  emocionado. Isso foi motivo para mais um papinho. O presidente Rubens e o Celso se lamentaram do Paraná Clube ter perdido e ignorado essa marca. Que era muito forte.
Tenho a certeza, que daqui para frente o tricolor será diferente. Pois, nas veias do Presidente Rubens Bolhen circula o sangue Boca negra. Que 2012 seja melhor para o Paraná Clube.

Um comentário:

  1. nossa eu está procurando isso,nós paranáences precisamos saber :)

    ResponderExcluir